Blog

REPASSE DE INFORMAÇÕES A RECEITA FEDERAL

A receita monitora todas as vendas, por meio de uma obrigação destinada às operadoras de cartões (Rede, Cielo, Stone, etc).
06/01/2021

Do lado do varejista, o contador envia periodicamente informações à Receita (Sintegra, SPED, etc), dentre essas informações está o faturamento mensal da loja, discriminado por forma de recebimento. Essas declarações que serão entregues, contém todos os recebimentos da loja, incluindo os recebimentos de cartões.

➡ Cruzamento de dados: Com base nessas duas fontes de informações, a Receita fará o cruzamento entre os dados apresentados, verificando se o faturamento que a loja informou é equivalente aos números informados pela operadora de cartões.

➡ Automação do PDV: A automação do processo de venda minimiza drasticamente os erros de lançamentos e de pagamentos, pois as informações são geradas automaticamente pelos softwares e equipamentos do PDV.

➡ Evite erros ao lançar valores de forma manual: Um erro bastante comum ao realizar a venda em cartão é declarar essa venda como realizada em dinheiro.

Esse erro ocorre, exclusivamente, em estabelecimentos que não possuem um TEF, pois essa venda é realizada no POS e posteriormente é necessário o lançamento dessa transação no sistema como venda no cartão. Um processo fundamental para eliminar esses problemas é o processo de fechamento de caixa

➡ Melhor controle por meio de conciliação de transações no cartão: Adotar um software que concilie suas vendas de cartões, fará com que você tenha controle sobre essa forma de pagamento. No sistema você terá acesso aos dados referentes às transações concretizadas na sua loja, possibilitando um controle que vai ajudar na hora de fazer suas declarações.

Na prática, o que pode acontecer é o vendedor realizar a venda via POS (cartão), mas, por uma questão de costume ou falta de atenção, lançar no PDV como venda em dinheiro.